Em destaque

É amor ou é apego?

Primeiro de tudo, nós achamos que o amor e o apego significam a mesma coisa. Mas precisamos compreender que o apego é nossa parte necessitada, neurótica e insatisfeita que anseia por alguém lá fora, acreditando que quando chegarmos a esse alguém, nós estaremos felizes.

O amor, por outro lado, refere-se a uma parte altruísta do nosso ser – uma conexão com os outros, desejo que eles sejam felizes, e deliciar-se com o seu bem-estar. Temos esses dois, é claro, mas é difícil ver a diferença. Eles são como leite e água misturados. Se há alguma alegria em nosso relacionamento, é por causa do amor. Se há raiva, mágoa, inveja e todo o resto, é o resultado do apego. Mas é tão difícil ver isso.

O apego é uma palavra tão simples, mas é multi-facetada. No nível mais fundamental é aquele sentimento de carência dentro de nós; aquela crença que de alguma forma eu não sou o suficiente, eu não tenho o suficiente, e não importa o que eu faço ou o que eu tenho, nunca é suficiente. Então, é claro, porque estamos tão convencidos que isso é verdade, nós ansiamos por alguém lá fora, e quando encontramos esse alguém que aciona os nossos bons sentimentos, nós nos apegamos na ideia de te-los para nós, convencidos que vão preencher nossas necessidades e nos fazer verdadeiramente felizes e contentes. Nós assumimos que eles são nossa posse, quase uma extensão de quem nós somos.

O apego diz: eu te amo, por isso eu quero que você me faça feliz. E o amor genuíno diz: eu te amo, por isso quero que você seja feliz. Se isso me incluir, ótimo! Se não me incluir, eu só quero a sua felicidade. Sabe, o apego é como segurar com bastante força. Mas o amor genuíno é como segurar com muita gentileza, nutrindo, mas deixando que as coisas fluam. Não é ficar preso com força. Porém é muito difícil para as pessoas entenderem isso, porque elas pensam que quanto mais elas se agarram a alguém, mais isso demonstra que elas se importam com o outro.

Qualquer tipo de relacionamento no qual imaginamos que poderemos ser preenchidos pelo outro será certamente muito complicado. Quanto mais agarrarmos o outro com força, mais nós sofreremos.

—Jetsunma Tenzin Palmo

A fonte de infelicidade

Esse apego é a fonte de todas as outras nossas emoções infelizes. Porque ele está desesperado para conseguir o que quer, no minuto em que não consegue – o momento em que ele não liga ou chega em casa tarde, ou olha para outra pessoa – o pânico surge e imediatamente se transforma em raiva e, e em seguida, em ciúme ou baixa auto-estima, ou em qualquer um de nossos velhos hábitos que costumamos manifestar. Na verdade, a raiva é a reação quando o apego não consegue o que quer. Todos esses pressupostos estão enraizados tão profundamente dentro de nós, e nós acreditamos totalmente nessas histórias, que parece ridículo mesmo questioná-las. Mas precisamos. E a única maneira que podemos fazer isso, é conhecendo nossas próprias mentes e sentimentos: em outras palavras, é preciso aprender a ser nossos próprios terapeutas.

O fato é que o apego, a raiva, o ciúme e qualquer outra emoção aflitiva não estão gravadas em pedra; eles são velhos hábitos, e sabemos que podemos muda-los. O primeiro passo é ter a certeza de que, conhecendo bem nossas próprias mentes, podemos aprender a distinguir as várias emoções dentro de nós e, gradualmente, aprender a mudá-las. O primeiro desafio envolve realmente acreditar que você pode fazer isso. E isso apenas, já é algo enorme – sem essa confiança, estamos presos e empacados.

A próxima etapa é dar um passo para trás de toda a conversa sem fim em nossas mentes. Uma maneira muito simples de fazer isso – é tão básico que é chato! – é, apenas alguns minutos todas as manhãs, antes de começarmos o nosso dia, se sentar e focar em algo. A respiração é um bom começo. Não é nada de especial; não há nenhum truque; não é algo místico. É uma técnica psicológica prática. Com determinação você pode decidir ter atenção plena na respiração – na sensação em suas narinas enquanto você inspira e expira. No momento em que sua mente divagar, traga seu foco de volta para a respiração. O objetivo não é fazer os pensamentos irem embora; mas não se envolver com eles, e aprender a deixá-los ir e vir.

O resultado a longo prazo de uma técnica como esta é uma mente super focada, e isso vai levar tempo. Mas o benefício quase imediato será que, à medida que experimentamos dar um passo para trás de todas as histórias em nossa cabeça, nós começaremos a ser objetivos sobre essas histórias e lentamente começamos a desvendar, desconstruir e, eventualmente, mudá-las. Diz-se que um dos sinais que estamos indo bem na prática é ter a impressão que estamos cada vez pior! Mas nós não estamos. Estamos começando a ouvir as histórias de forma mais clara, ai então é que podemos começar a mudá-las.

“Podemos ficar confusos e pensar que o outro é a fonte de nosso deleite – a pílula de amor a ser engolida. O amor mal compreendido torna-se apego obstinado. Acreditamos que o objeto de nosso amor é uma permanente fonte de alegria. Voltamos e continuamos querendo mais. Estamos confundindo amor com fixação, que traz sofrimento, e não alegria. A fonte de alegria permanente é nosso amor, não a outra pessoa.”

“Estar apaixonado por alguém em particular ajuda-nos a conhecer a alegria que emana quando cuidamos da felicidade dos outros. Pensamos em como deixar a pessoa feliz – o que lhe dar, o que dizer, o que fazer. Mas o verdadeiro amor não depende de nenhum objeto. O verdadeiro amor é a energia natural da mente estabilizada, um recurso inexaurível que cultivamos.”

—Sakyong Mipham Rinpoche

Em destaque

“VAI DAR MERDA , MAS EU VOU MESMO ASSIM”

Você vai rir, você vai se identificar , você vai refletir e se divertir.

leia os primeiros capítulos de graça na Amazon !

#vaidarmerda #paporetoliliane #paporeto #amulherempoderada #Livro

7 Passos para curar um coração partido

1) Entenda o que está acontecendo em um cérebro com o coração partido.

Estudos cerebrais mostraram que o desgosto é como a retirada das drogas. Você se torna obcecada: obcecada com a pessoa que você ama ou obcecada em descobrir o que deu errado. Quando você fica obcecada, você reproduz memórias repetidas vezes em sua cabeça, olha a rede social, fotos etc.  É isso que torna tão difícil parar de fazer essas coisas, mesmo quando você quer.

Antropóloga biológica, Helen Fisher fez um estudo sobre o coração partido, onde observou o cérebro das pessoas em uma ressonância magnética funcional (fMRI).

“Colocamos pessoas na máquina e os resultados realmente me surpreenderam”, diz ela. “Descobrimos que, quando olhavam para uma foto da pessoa que amavam, o hipotálamo estava bombeando dopamina”

Na base do seu cérebro, a área responsável por seus instintos e impulsos, como fome, sede e luxúria, é o hipotálamo – e é essa dopamina que nos faz sentir grudentos quando nos apaixonamos. Isso nos dá sentimentos de exaltação, mudanças de humor, desejos e pensamentos obsessivos. Tudo parece incrível e especial! Mas quando terminamos … caímos na retirada da dopamina.

2) Corte a mídia social,  bloqueie, desfaça amizade no Facebook, mesmo que seja por pouco tempo. Um mês sem contato. Não é uma coisa fácil de fazer. Essa é uma maneira realmente poderosa de superar alguém mais rapidamente.

3) Faça uma lista das imperfeições da outra pessoa.  Vá anotando todas as maneiras pelas quais o/a ex era a pessoa errada para você.

Não se trata de criar ódio, mas é reconhecer que ninguém é perfeito traz um pouco de equilíbrio.  Idealizar um ex é uma reação comum após uma separação.

4) Tenha uma sensação de fechamento Podemos desperdiçar muita energia repetindo a pergunta “o que deu errado?”, Mas isso nos mantém em nosso coração partido. Precisamos aceitar a razão pela qual o ex deu ou inventou uma para terminar a relação.

5) Preencha os espaços vazios. Todos eles. Seguir em frente envolve encontrar maneiras de substituir as lacunas que o ex deixou. Sair com amigos ou conhecer novas pessoas, iniciar um novo hobby, se exercitar, se divertir. Afaste-se da tecnologia. Nesse momento você precisa de conexões reais no mundo real.

6) Não tente ser amiga. Não é fácil esquecer  ex se você ainda está tentando ser amiga. Talvez precisem se estiverem  nos mesmos círculos sociais, mas isso geralmente arrasta mais o coração partido. Portanto, se possível, UM mês sem contato.

7) Distraia seu cérebro. Agora que você entende o que está acontecendo em seu cérebro apaixonado, você pode controlá-lo um pouco. Quando se sentir obcecada ou relembrar  antigas memórias de ex, redirecione o foco.

Quando redirecionamos o foco o hipotálamo se acalma e para de bombear a dopamina que nos fazia sentir apaixonadas.

Desgosto não é uma coisa fácil para lidar. Podemos estar secretamente felizes por estarmos solteiras de novo, contudo, para algumas de nós- pode levar mais tempo para superar.

Pode parecer ruim agora, mas pode ser uma lição de vida positiva. Podemos aprender novas habilidades, ser resilientes e descobrir que somos capazes de lidar com emoções difíceis.

Com o tempo o apego acaba se reduzindo. O tempo cura o cérebro.

Até a próxima vez,

 #livros #literatura #lendo #leitura #livro #book #books #leio #amoler #amolivros #biblioteca #instalivros #amoleitura #livrosqueamo #lectoras #trechosdelivros #frasesdelivros #frases #trechos #lectores #livrosnovos #bookstagram #bookaholic #leia #livraria #lector #bookstore #lecturas #amoleer

 #livros #literatura #lendo #leitura #livro #book #books #leio #amoler #amolivros #biblioteca #instalivros #amoleitura #livrosqueamo #lectoras #trechosdelivros #frasesdelivros #frases #trechos #lectores #livrosnovos #bookstagram #bookaholic #leia #livraria #lector #bookstore #lecturas #amoleer

Visite a Lojinha Papo reto essa semana tem promoções incríveis!

Construa relações

Nossa vida é feita de diversos “castelos de areia”, construídos e levados pela água. São relacionamentos, projetos, trabalhos, conquistas e sonhos. Eles podem fazer parte da nossa vida para sempre ou simplesmente sumirem – às vezes, contra nossa vontade; às vezes, por mudanças em nossos percursos manobradas por nós mesmos.

No entanto, por onde passamos, construímos relações. São amizades que podem durar para sempre, se soubermos cultivar e respeitar as diferenças. Se tivermos a alegria de uma criança e, mesmo nos infortúnios que a vida nos prepara, rirmos juntos e “seguirmos adiante”, faremos com que os castelos destruídos sejam menos importantes ou, no mínimo, menos estressantes.

Enfatize o valor das amizades, ria mais, saboreie a deliciosa sensação de rever amigos antigos. Mantenha os relacionamentos sempre aquecidos.

Quem estava ao seu lado nos momentos tristes? Com quem você gostaria de “correr na areia” em um momento difícil? Essas pessoas não são passageiras – os problemas são! Acredite nisso.

Um excelente final de semana com aqueles que lhe ajudam a construir castelos! Quem for do Rio não esqueça de visitar a Bienal.

Nesta sexta-feira dia 30!

Uhuuuull !!
Felicidade transbordando. Faltam menos de 20 horas para iniciar mais uma Bienal do Rio, o evento mais aguardado por milhares de amantes de livros. Eu estarei autografando AMANHÃ no PAVILHÃO VERDE N100 ( Editora Chiado) às 19 horas. Venha fazer parte da festa!

A leitura que transforma e empodera

TRATADA (105 de 117)

Você sabia que a baixa autoestima e a falta de confiança podem fazer com que você se sinta insegura e solitária?

O mesmo acontece ao contrário também. Sentir-se solitária ou insegura pode diminuir sua autoestima. Essas quatro coisas (autoestima, confiança, insegurança e solidão) estão interligadas, diminuindo ou aumentando umas às outras.

Aumentar a sua confiança e autoestima pode resolver, automaticamente, muitas outras coisas das quais você não seja feliz na sua vida.

Não espere mais! Dê o primeiro passo para uma vida nova; descubra com Liliane Ribeiro a Mulher Empoderada que existe dentro de você A Mulher Empoderada A leitura que transforma e empodera.

 

A Mulher Empoderada – SP

Chegando mais fotos do Coquetel de Lançamento na Blooks Livraria em São Paulo. Noite empoderada!

Agradeço a todos que tornaram essa noite inesquecível. Mesmo com as fortes chuvas que pararam a cidade marcaram presença. Meu muito obrigada !

Fãs que se tornaram amigos que vieram de longe de São Paulo e do Rio para prestigiarem essa autora com @paporetoliliane não existiria sem vocês. Meu muito obrigada!

A mega atriz Angela Vieira, linda, muito obrigada pelo carinho!

A Blooks Livraria, Renata, muito obrigada por tanto cuidado e atenção. Em breve faremos o “bate papo com autor”.

A Chiado Books muito obrigada pelo convite e por acreditarem no meu trabalho. Estaremos juntos na sessão de autógrafos na Bienal do Rio. Muito obrigada!

Vocês são maravilhosos! 

#Amulhermepoderada #Livro #lançamento #chiadobooks
#angela_r_vieira
#leletapias
#BienaldoRio
#instalivros
#book
#tbt
#fotododia
#paporetoliliane  #revistamulherelegante

CONTAGEM REGRESSIVA PARA O GRANDE DIA 21/02/2019

Está tudo prontinho para a festa de lançamento desta quinta-feira, dia 21. Todos os detalhes foram preparados para deixar este dia mais emocionante.
Gente, é muito fácil comprar pelo site e você pode adquirir o livro com cartão, na festa só em dinheiro, clique no link abaixo.

A entrada no Bistrô está sujeita a lotação da casa. A preferência na entrada é para os convidados que compraram antecipadamente pelo site. Venha comemorar conosco!

https://www.sympla.com.br/lancamento-do-livro-a-mulher-empoderada-de-liliane-ribeiro__430559https://www.facebook.com/multifocobistro/

%d blogueiros gostam disto: