NÃO EXISTE AMOR SEM RENÚNCIA

image

Compromisso significa fazer escolhas e desistir de outras. Esta verdade simples explica o porquê de uma união estável parecer ser tão difícil. Ninguém gosta de desistir de tantas opções que  a  vida nos oferece.  Amigos, hábitos, etc.  Esse leque de opções e oportunidades faz parte da nossa cultura pessoal. Mas grandes relacionamentos são baseados em um compromisso profundo que deixa de lado  se não todas , pelo menos a maioria dessas escolhas mais um.

Muitas pessoas têm medo do comprometimento influenciadas pelas uniões que fracassam. A impressão que dá é que unir-se a outra pessoa é um jogo de azar,  muitos cobrem as suas apostas. Por exemplo, muitos casais vivem juntos para testar seu relacionamento, mesmo que estudos mostrem que viver junto antes do casamento aumenta o risco de divórcio. Mas eles jogam pra ver (os que sabem disso, é óbvio).

Da mesma forma, 94 por cento dos solteiros acreditam que encontrar sua alma gêmea é crucial para o sucesso conjugal. Muitas vezes, essa crença obriga as pessoas solteiras a procurar o par perfeito – alguém que não existe. O medo de cometer um erro contribui para esta maneira de pensar.  “ Se a pessoa for perfeita, não correrei riscos.” #sóquenão
Não existe a pessoa perfeita e muito menos um relacionamento que não corra riscos.

A relutância em fazer uma escolha clara pode levar a uma relação provisória que não consegue construir o amor duradouro. Tornou-se comum relacionar-se sem um compromisso claro. Tenho atendido casais casados sem a noção de compromisso.  😨

Mesmo depois de casados, muitos deixam de lado coisas que são extremamente importantes para que um relacionamento dê certo,  sem nem sequer  planejá-las para incluí-las um dia, quem sabe .

Relacionamento é renúncia.

O pacote do amor traz com ele o ônus da renúncia. É preciso decidir o que se quer. A palavra decidir vem de uma raiz que significa “cortar”. Você não pode ter  um compromisso sem decidir cortar outras opções que competem contra ele.

O que para você pode ser importante manter ou fazer, para o outro pode ser um pesadelo. Quando você ama, você se preocupa com o outro e quer vê-lo sentindo-se acolhido e amado. É isso que faz você fazer coisas que  não faria com outra pessoa ou situação. E por amar, não dói fazê -lo.

Diferenças de género

Tenho  pesquisado sobre o compromisso e o sacrifício no relacionamento  e estou encontrando diferenças fascinantes entre a forma do homem e da mulher encarar o fato.

Como o homem se sente sobre sacrificar-se por sua esposa ou namorada está fortemente ligado ao seu compromisso de futuro com ela. Pense em sacrifício em todas as pequenas, médias e grandes coisas em um relacionamento, quando um dos parceiros dá algo para o outro sem ressentimento. Um homem tende a fazer isso por uma mulher uma vez que ele decide, que é ela que ele quer ao seu lado para sempre. #amém

Em contraste, na minha pesquisa  nós mulheres nos  sacrificamos quando desenvolvemos uma forte ligação emocional com um homem ( para algumas no segundo encontro ou conversa na Rede Social, é violento o negócio).

Isso significa que a mulher se “doa aos montes” para o seu homem muito antes de ele fazer o mesmo por ela, e, diga-se de passagem, nem sempre ele faz.

Depois de anos de sacrifício, acabamos chocadas e sem teto ao descobrir que ele nunca se comprometeu e nunca se comprometerá. É partir para outra.

Decida

Vivemos em um mundo do “talvez, quem sabe”. Há uma grande diferença entre “sim” e “talvez. Você não precisa ter dito o voto  na frente de um juiz , pastor, padre, delegacia, flanelinha, para levar a sério um relacionamento, para comprometer-se com ele.

Sinto muito em dizer mas você não está comprometido (a), se você ainda não decidiu desistir de outras opções e deu tudo de si. Infelizmente, muitos casais nunca atingem seu maior potencial juntos,  porque seu compromisso nunca se tornou claro o suficiente para fornecer o essencial de segurança para a verdadeira intimidade.

Quando o relacionamento fica difícil – e ele vai ficar difícil em algum momento – você precisa da garantia de que a sua escolha por essa pessoa foi certa;  Que ela faz o que for preciso para manter a relação com você. Caso contrário, não tem nada a ver essa vida a dois. Pensamos logo, “ por que devo ficar com uma pessoa que não abre mão do que para mim é importante?”.  ” Ela nao dá a mínima para os meus sentimentos “.

Então,  vem aquele sentimento de tudo bem, farei o mesmo. Mas o vazio se instala, a dúvida paira e o medo acelera as brigas e um final nem tanto feliz. Não há cumplicidade.

Se isso para você soa familiar, você ainda pode decidir, hoje, se você ama de verdade. Decidir por dedicar-se ou não ao seu relacionamento.

Uma união prospera quando ambos os parceiros fazem escolhas diarias por seu companheiro, seu relacionamento e  por suas famílias.

“Quem observa o vento não vai plantar; quem olha para as nuvens não colherá” (NVI). Vivemos em um mundo de observadores de vento. Você está esperando que as condições sejam perfeitas, antes de se comprometer com o seu relacionamento? Bem, sinto informar que as condições não serão perfeitas até que você se decida por ele.

Publicado por Papo Reto com Liliane Ribeiro

Liliane Ribeiro, autora incrível, com uma abordagem inspiradora e engraçada do universo feminino. Com 3 livros publicados no Brasil e Portugal. Seu primeiro livro faz parte do acervo da Biblioteca Nacional de Portugal.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: