Rejeitada pela família dele.

image

A FAMÍLIA DELE NÃO ME ACEITA

Quando nos apaixonamos, esperamos, sem garantias, sermos aceitos pela família do outro. Quando o nosso parceiro tem filhos,  crianças ou adultos,  sem dúvida, queremos nos dar bem com eles, não apenas por nós, mas também pelo amor que sentimos pela pessoa com a qual nos casamos. Nós não queremos nos sentir fora da família ou deixados de lado ou ainda sermos a razão de certos comportamentos ou brigas familiares.

Uma leitora está enfrentando todos os tipos de “pressões” dos filhos adultos de seu marido, resolvi colocar nossa conversa aqui, com sua anuência, porque acredito que muitas pessoas podem estar passando pelo mesmo problema.

   Uma Situação complicada:

“Em 2013 o conheci e nos casamos. Ele é um marido muito bom para mim, muito carinhoso, atencioso, e romântico. Nosso casamento foi no meu jardim, com a presença de apenas da minha família, porque ele me disse desde o início do namoro que seus filhos não viriam de qualquer maneira.

A partir de então fiz tudo que estava ao meu alcance para conhecer seus quatro filhos. Entrei em contato com eles através de Facebook, mandei algumas mensagens, presentes de Natal, presentes para o bebê de sua filha. Havia apenas o silêncio do outro lado, até que um dia a filha me convidou para ir a sua casa (em outra cidade), mas me trataram de uma maneira terrivelmente fria. Ela também me disse que seus irmãos não querem saber de mim.

Recentemente, minha sogra respondeu um convite meu para um jantar “Eu sou religiosa e eu não posso falar com você, porque para mim só há um casamento”. Sua neta, em seguida, me enviou uma mensagem dizendo que eu nunca seria recebida lá por causa de sua mãe! Bem, meu marido já não vivia com sua ex-mulher há mais de 20 anos e eu não entendo isso.

Mas, há mais. A última vez que o meu marido foi lá, o filho mais velho lhe pediu para retirar seu anel de casamento porque sua mãe viria para a festa, e ele tirou! Foi um choque terrível para mim. Quando lhe perguntei por que ele fez isso, ele disse que sua ex-mulher gosta de um “barraco” e um show e ela poderia fazer algo que iria estragar a festa das crianças. Meu mundo caiu!

Eu nunca sou convidada para nada. Recentemente houve o casamento do segundo filho e, claro, o meu marido foi por conta própria.
Algumas semanas atrás, ele escreveu uma carta para cada filho dizendo que eu sou sua esposa agora e eles têm que me aceitar, porém não houve resposta. Seus irmãos e irmãs me aceitaram , mas não sei o que fazer com os filhos e, eu também acho que  tem algo  errado em tirar a aliança quando a ex-mulher está presente. O que você acha?”

*********************
Bem primeiro, se tem uma coisa que me irrita profundamente  é quando as pessoas fazem  todos os julgamentos rudes, e até mesmo comportam-se mal, e em seguida,  para  se desculparem afirmam que é por motivos religiosos. Não, não é! É falta de caráter mesmo.

Segundo, os filhos já são adultos, alguns são até pais, eles  e a ex-mulher estão sendo indelicados, mas se você quiser se sentir melhor sobre esta situação e seguir em frente,  o seu marido precisa comunicar claramente os limites deles o que inclui proteger o casamento com você. Por outro lado, você quando namorava não participava, e não se incomodava, só porque assinou um papel… Claro que nada mudaria.

Não é fácil quando uma união acaba mesmo quando os filhos são adultos.  Pode ser ainda, que exista um ponto sensível ou pode haver uma esquisitice familiar. Família é uma coisa complicada mesmo.
Os filhos, às vezes, tomam partido, mas também, por vezes, um ou ambos os pais têm o hábito de sentirem-se culpados por ter dividido a família. Nem sempre é possível conseguir um entrosamento com toda a família, mas o que não precisa acontecer é ser divisionista em relação a netos e filhos  encorajando-os a serem desrespeitosos com a terceira pessoa.Que inclusive apareceu ( nesse caso) depois que tudo aconteceu.

Eu entendo o seu desejo de cultivar um relacionamento com seus enteados, mas  agradar depois que você já se casou com seu pai, é semelhante ao fechar a porta depois da casa ter sido roubada.

Você claramente não precisou da aprovação deles para se casar (nem ele, em princípio), então por que você está buscando isso depois casamento? Perdoe-me mas isso não faz sentido.

Também fica pateticamente claro, que você não tinha chegado a conhecê-los antes do casório. Talvez você tenha tomado isso como uma conclusão precipitada de que eles poderiam assumi-la como esposa do pai deles, uma vez casados e eles não teriam escolha senão aceitá-la.

Talvez  na fase do namoro a paixão a tenha cegado e você não tenha visto, analisado bem a questão mais importante  que é a familiar do outro. Você não fez NENHUM  reconhecimento, não pesquisou e  nem observou que tipo de dinâmica familiar estava entrando. Seja o que for “já é” e o mal está feito.

Seu marido fez a tal cartinha um pouco tarde demais. Ele pode ser um “bom marido”, mas você sabe o que, A.? Ele tem medo do confronto. Contudo vocês foram empurrando o problema que foi aumentando e pode ainda prejudicar o seu casamento, se ele não tiver coragem de enfrentá-lo e arcar com as consequências disso por um tempo.

Eu não sei o quanto de álcool ele bebeu, mas tirar a aliança de casamento, foi extremamente desrespeitoso e ofensivo. Não estou pedindo-lhe para no popular “ferrar”com sua ex-esposa ou seus filhos, mas cada vez que ele deixa de traçar a linha delimitativa entre o que eles querem e o que vocês querem,  e ele aparece sem você, ele está deixando que eles interfiram no relacionamento de vocês fazendo com que seu casamento não seja real.

Ele está, inadvertidamente, em conluio com eles; ele é o pai dessa facção. ele é o que lhes permitem não só continuar a viver no passado, mas também que sejam o *CEO da sua vida.

Você diz que não entende, considerando que ele e sua ex-esposa estejam separados há vinte anos, mas um momento: o seu marido foi deixando a coisa rolar.

O que eu sei é que você está tentando e sei que você tem boas intenções, mas A., você está fazendo um capacho de si mesmo e você está colocando mais pontos de interrogação sobre a sua cabeça, porque é como se você estivesse tentando  convencê-los de uma coisa que você já é, a atual mulher do pai deles quer eles queiram ou não!

Tudo o que você está fazendo nessa tentativa atrasada, contudo ainda bem intencionada é permitindo-se repetidamente ser desrespeitada. Querida, eu sei que é difícil quando as pessoas não gostam de você ou não querem ser do seu ciclo de amizades, mesmo que você não tenha feito nada para que não gostem você, mas você tem que deixar essas pessoas de lado. Cada vez que você der um passo em direção a eles, você estará  se auto flagelando!

Você não fez nada de errado. Você ainda é uma boa pessoa. Eu não sei por que essas pessoas não a querem em seu grupo, mas o que eu sei é que eles estão perdendo uma grande oportunidade de ter uma outra família, não mais nem menos amada do que a primeira. Quando sentir falta de uma aceitação, que diga-se de passagem, você nunca teve, passe algum tempo em torno das pessoas que te amam e te apreciam  por quem você é .

A., não dê lugar para o sentimento de  rejeição desta forma. O que você está fazendo é uma forma de auto-rejeição-você está punindo a si mesma como um castigo. Você fica a procura de aprovação, validação e aceitação, enquanto dizem coisas ruins sobre você. Estas são todas inverdades que  garantirão a sua infelicidade.

As coisas mudaram e esses filhos assim como a vó e a ex não gostam disso. Eles se sentem ameaçados. Essa família tem seu próprio conjunto de crenças que, embora não concorde com eles, são seus valores. Respeite-os. Isso não significa concordar com eles, isso significa viver e deixar que vivam seu mal. O problema dos filhos de seu marido e sua ex-mulher não tem nada a ver com você não ser “boa o suficiente”.

Eles não  farão uma exceção para você. Você está tentando  agradá-los para que se sintam obrigados a se comportarem mais decentemente, mas isso só vai alimentar o ressentimento de todos os lados.

Pare de tentar ser ” a outra mais-que-perfeita”. Olhe em seu coração, olhe para o seu passado e examine suas verdadeiras motivações para o que você está fazendo, porque parece que esta situação está trazendo uma ferida não cicatrizada do seu passado.

Pegue um pedaço de papel e anote memórias e associações com não ser aceita. Qualquer coisa que te mexa emocionalmente, é por isso que você está fazendo o que você tanto quer hoje. Depois de abordar a velha dor, você será capaz de colocar esta situação em uma nova perspectiva.

Abra-se para o seu marido e explique a sua luta e como você se sente quando excluída. Descreva como você se sente e o que ele tem feito contribuindo para que você sinta-se culpada.

A maneira mais fácil de fazer isso é falar em fatos. por exemplo. Quando você ________________, sinto-me como se você não _____________ porque você não se posiciona a nosso favor.

Você não pode forçá-los a convidar você, mas você sabe o quê? Seu marido se casou com você assim ele precisa encontrar uma maneira de integrar você para interromper essa sua exclusão . Ele não precisa ir a todas coisas que eles o convidam. A consequência de suas ações é que eles terão cada vez menos a presença do pai. A escolha foi deles. O pai que errou em deixar que a vida com você seguisse sem colocar limites para os filhos e a ex. A sogra a gente dispensa comentários.

Eles não podem mais  tê-lo  em todos os sentidos. Ele deve parar de ficar como um idiota, aceitando tudo,e  escutando porcarias sobre você e tirando a aliança como prova de submissão.  Eles podem ter a sua opinião, mas eles não precisam compartilhá-la com ele (ou você). Esse prolema é dele como sempre foi desde o início e ele se anulou.Agora é hora dele mostrar quem é o “pai”, tirar o vestidinho e colocar a farda.

Os  filhos dele podem nunca chegar a aceitar seu casamento, mas você tem uma escolha: você pode agir de forma diferente, sei que você já tentou o seu melhor,  concentre-se em aproveitar o seu casamento. Se existe amor da parte dele, ele deve também repensar o seu comportamento pacífico. Um segredinho que vou compartilhar com você: quando você parar  com  esse desespero em ser aceita, eles muito possivelmente alterarão o seu comportamento.

Os filhos quer queiram ou não serão para a vida toda e mais cedo ou mais tarde eles cairão em si, se ele não for um “fraco”. Mas seu casamento pode não ter tempo hábil para esperar por isso. Afinal, quem quer viver ao lado de um “fraco”?

* CEO é a sigla inglesa de Chief Executive Officer, que significa Diretor Executivo em Português. CEO é a pessoa com maior autoridade na hierarquia operacional de uma organização.

Publicado por Papo Reto com Liliane Ribeiro

Liliane Ribeiro, autora incrível, com uma abordagem inspiradora e engraçada do universo feminino. Com 3 livros publicados no Brasil e Portugal. Seu primeiro livro faz parte do acervo da Biblioteca Nacional de Portugal.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: