​RELACIONAMENTO ABERTO
Quando alguém diz que  está em um  relacionamento aberto, a maioria das pessoas  faz caras e bocas e imediatamente pensa: “Sim, vamos ver quanto tempo isso irá durar.” Essa reação é esperada não apenas porque o novo assusta como pela narrativa comum sobre relacionamentos abertos em nossa sociedade monogâmica.  Acredita-se que qualquer coisa fora da monogamia é inviável. 
Aprendemos desde crianças que a única maneira de amar verdadeiramente alguém é abandonando todas as outras pessoas das nossas vidas.  Compactuo a mesma ideia, mas  não podemos fechar os olhos  para um monte de relações abertas que funcionam muito bem, simplesmente por não aceita-las.  

 

Como estamos tão concentrados na monogamia, muitas pessoas que estão em relações abertas escolhem ser “socialmente monógamas”. Isso significa que elas mantêm a imagem pública da monogamia, mesmo que estejam agindo de forma diferente. “Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço”. 
A fim de aprender mais sobre o assunto monogamia fui a campo buscar por casais que vivem um relacionamento aberto para saber como é que funciona a cabeça dessas pessoas para as quais eu tiro o chapéu. As respostas que recebi me fizeram pensar, são perspicazes, e às vezes surpreendentes e eu acho que todos nós – monogâmicos ou não podermos aprender algo com eles. Não dá para nos fecharmos enquanto o mundo acontece lá fora. Concordando ou não, achando que tudo não passa de um caso extra-relacionamento concedido, cada casal deve ser respeitado por sua forma de viver e amar. 

1. Regina, 26

” A Comunicação entre a gente melhorou.”

2. Vera,  22

“Penso que estar em um relacionamento aberto permite um fluxo mais aberto de sentimentos. Os sentimentos envolvem atração por outros e para nós mesmos. Os muitos sentimentos de amor diferentes são quebrados e podem ser mais claramente definidos, os aspectos do nosso relacionamento e o que nos faz felizes juntos fica mais visível.”

3. Lya, 24

“Nossa comunicação é incrível. Estive  em um relacionamento abusivo antes, fui enganada e era muito  ansiosa, na verdade foi uma ótima maneira de superar meus medos que os maus relacionamentos passados ​​me deixaram. 

Os  relacionamentos abertos às vezes são erroneamente usados ​​como uma maneira de “corrigir” problemas em um relacionamento, quando  duas pessoas não estão na mesma vibe.  Mas eu tive a sorte de encontrar alguém disposto a investir tempo e esforço que os bons relacionamentos precisam. Além disso, é divertido, sem a pressão que a  “cultura de relacionamento ” está cheia.”

4. Marco, 28

“Minha escolha não faz dos meus relacionamentos mais fortes ou mais fracos.”

5. Elaine, 19

“Não fico estressada com a  possibilidade de escolher a opção “errada” e como eu tinha química com várias pessoas, isso me impedia de  envolvimento em um relacionamento sério.”

Papo Reto : A conclusão eu deixo por sua conta.  #LilianeRibeiro 

Publicado por Papo Reto com Liliane Ribeiro

Liliane Ribeiro, autora incrível, com uma abordagem inspiradora e engraçada do universo feminino. Com 3 livros publicados no Brasil e Portugal. Seu primeiro livro faz parte do acervo da Biblioteca Nacional de Portugal.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: