MEMBRO DURO NÃO É SINÔNIMO DE PRAZER

Geralmente o maior medo dos homens gira em torno de ter e manter as suas ereções. O cara pode perder  familia,  emprego , estar numa pior, mas se o pênis fica duro ele está feliz. Mas  será que só o membro duro é capaz de dar prazer, de conservar a autoestima e o amor-próprio masculino? A melhor resposta é o número crescente de mulheres que transam com mulheres. O prazer vai muito além do tamanho ou da dureza do membro masculino.

Mulher é um ser muito enigmático mesmo. Hoje no ônibus escutei uma moça comentando com seu parceiro, um carinha que deve estar na casa dos 26 anos e cara de viril, que ele de tanto beber, estava ficando broxa. Enquanto todos riam do rapaz dentro de um silêncio ensurdecedor no coletivo, pensei “quanta falta de informação atrelada a total falta de sensibilidade e noção da mocinha e dos demais”.

 Nem preciso dizer que a nossa cultura foca no sexo penetrativo (intercurso), quando pensamos em sexo pensamos em grandes torneiras duras e o seu poder de permanência e persistência até que consiga o seu propósito. Quando conseguem, porque é tanta falta de informação sobre o assunto e tanto fingimento na cama, que se contarmos o número de homens que consegue verdadeiramente satisfazer uma mulher não chega, a meu ver, a 10% do número de homens sexualmente ativos. E para você que se gaba do tamanho do seu membro, da sua dureza e da quantidade de vaginas pelas quais ele já passou, sinto muito informá-lo que de nada vale se isso tudo nunca tenha sido motivo de prazer para uma mulher.    Mas e se não for tão duro assim? E se permitimos que os homens sintam seus corpos da maneira que muitas vezes são realmente e, como resultado, consigamos experimentar um sexo maravilhoso em todo seu espectro de intimidade e prazer? Um pênis duro não é tudo quando se trata de fazer amor.

O mito do pênis “meio duro” é que o homem não está sentindo desejo. Isto simplesmente não é verdade. Existem muitas razões pelas quais isso acontece antes ou durante a atividade sexual que não tem nada a ver com o desejo dele por você. Então, por favor, não tome isso como um indicador de que ele não te deseja mais. Isso pode acontecer? Ele não te desejar mais? Claro que pode, assim como você também, com suas dores de cabeça fora de hora, etc. Claro que como na minha experiência, ele pode estar gastando tudo com outras pessoas sem que sobre algo para você. Mas mesmo quando tudo está bem no relacionamento, quando seu segundo sentido não acusa traição, isso pode acontecer.  Fico  intrigada com o fato de que em nossa sociedade fomos treinadas para acreditar que o sinal de desejo em um homem é a ereção. Sessão de descarrego nessa crendice amiga, joga no mar , aproveita que é ano novo porque é oferenda.

Caso seu brinquedo não esteja tão duro, mesmo assim você pode sentir prazer e pode ter orgasmos maravilhosos. Muitas pessoas ignoram o “pau macio”. Se ele não pode levantar, ele não pode ter relações sexuais ou orgasmos. Revise seus conceitos porque essa ideia é absurda.

A questão é que nós ensinamos aos homens que eles não valem nada se não podem ficar duros. Os homens podem experimentar prazer, desejo e orgasmo com um pênis macio. Alguns dos melhores amantes masculinos que eu conheci não tinham um tijolo entre as pernas. Fico pensando se essa moçoila desavisada do ônibus assim como outras mulheres permitisse que seus homens sentissem prazer e intimidade com seus pênis macios e sem vergonha?

 Os homens são sempre esperados para serem o objeto “penetrante”  e não o “receptivo” quando se trata de sexo heterossexual. Em outras palavras é ele é quem entra. Mas ele pode entrar de diversas formas (se for permitido e não envergonhado), da maneira como ele realmente é ou está, com isso a ênfase pode mudar na relação sexual para um sentimento que seja talvez mais sutil e profundamente íntimo. Se permitido, e não retirado, é possível que a energia sexual se espalhe por todo o corpo do homem e um sentimento de conexão profunda ocorra unindo seu com o corpo com o do seu amante. E se todo mundo parasse de fazer sexo e se mudasse para sentir o sexo?

Como escritora sobre o assunto relacionamento, passo muito tempo falando sobre como seriam melhores as vidas da massa feminina se essa desligasse seus corações das suas vaginas. E sobre a maravilha que seria se os homens conseguissem, ao contrário do que proponho para as mulheres, ligarem seus membros aos seus corações.

Quando os homens são autorizados a experimentar a sexualidade independente se seu pênis fica duro ou não é uma sensação gratificante. Isso é conhecido como sexo energético e pode ser sentido no seu corpo como quase um estado meditativo de felicidade. O amor neurotransmissor, a Oxitocina pode começar a fluir entre os amantes em uma conexão muito mais profunda e com menos impulso e movimento. Pense em trazer o foco para movimentos suaves, respiração, olhos nos olhos e corpo a corpo.

Os homens que viveram suas vidas com ereções cavalares precisam aprender outras formas de ter sexo com penetração e nós mulheres precisamos aprender a receber outras formas de prazer. Podemos penetrar nossos amantes de muitas maneiras e estou falando especificamente de pênis língua, dedos, etc. ficam de fora desse “Papo Reto”; Nós apenas temos que aprender como pode ser incrível para o receptor ter algo diferente do que as ofertas habituais com o mesmo membro.

O que convencionalmente é sentido inicialmente como uma perda pode ser o gerador de uma oportunidade orgástica nunca sentida! Fica a dica: Antes de rir de um comentário sem noção sobre o pau dos outros, aprenda como funciona o seu corpo e o corpo de quem você ama. Quantidade nunca foi qualidade e pau duro não é sinônimo de prazer se você não sabe fazer. #LilianeRibeiro 

Publicado por

Papo Reto com Liliane Ribeiro

Conselheira, espírito nômade, mediadora, inovadora, despudorada e bem-humorada é assim que me auto-defino. Escrevo o que sinto e o que penso sem a preocupação de agradar ao leitor. Escrevo para seres humanos que amam e querem ser amados sejam eles homens , mulheres, heterossexuais, homossexuais, trans, ricos ou pobres. A linguagem do amor é universal ela não faz distinção de pessoas, basta estar vivo para morrer de amor. Talvez seja exatamente por isto que as pessoas se identificam com a minha linguagem. O meu objetivo é empoderar pessoas para que elas não caiam nas ciladas que a paixão nos prepara e se caírem, que se levantem o mais rápido possível para seguirem a viagem insólita que é a busca do par perfeito.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s