Arrisque 

Remova a frase “eu deveria ter tentado ” do seu vocabulário, imediatamente. Aprenda a fazer o que você tem vontade, o que  está no seu coração.  Permita-se sonhar. Viaje seja para perto ou longe , outra rua quem sabe e veja o que tem por lá. Não gaste sua energia na construção de um personagem que não seja o seu verdadeiro EU.
Apaixone-se loucamente por alguém e aprenda com você reage a esse sentimento. Conheça a si mesmo intimamente , cada milímetro de você.
Encontre o que acende o seu fogo e nunca perca de vista essa coisa. Inevitavelmente você  aprenderá com cada experiência a encontrar o seu caminho de volta para você.

Se qualquer parte sua estiver à mercê da vontade  de outra pessoa, que gostaria que você se tronasse, pare tudo o que você está fazendo e comece uma escavação pessoal.

Descubra o que te deixa com raiva , com ciúmes, com inveja, séria e obsessiva. Para saber impedir algumas situações que você mesma cria para  ferir a si mesma.

Mas diga sim ao risco. Ao risco do abandono, ds traição, da vergonha, da rejeição, de falhar.
É encarando os riscos que você se torna brilhante.

Arrisque confie em você. Arrisque sabendo que você sempre tem mais de uma opção. Arrisque, a fim de viver a sua vida da forma  mais completa do que você pensa ser possível.  Acredite que tudo é possível.

Essa será a viagem mais emocionante da sua  vida .  Se algo não sair como planejado, comece de novo em outra direção, mas por favor não desista de viver intensamente.
Esta é a sua vida. A única pessoa que está esperando por você é você. Viva! #LilianeRibeiro

Liliane Ribeiro é jornalista, blogueira, escritora e autora do livro ” Papo Reto com Liliane Ribeiro ” à venda nas melhores livrarias em todo Brasil e online. Adquira já o seu! ❤

Publicado por

Papo Reto com Liliane Ribeiro

Conselheira, espírito nômade, mediadora, inovadora, despudorada e bem-humorada é assim que me auto-defino. Escrevo o que sinto e o que penso sem a preocupação de agradar ao leitor. Escrevo para seres humanos que amam e querem ser amados sejam eles homens , mulheres, heterossexuais, homossexuais, trans, ricos ou pobres. A linguagem do amor é universal ela não faz distinção de pessoas, basta estar vivo para morrer de amor. Talvez seja exatamente por isto que as pessoas se identificam com a minha linguagem. O meu objetivo é empoderar pessoas para que elas não caiam nas ciladas que a paixão nos prepara e se caírem, que se levantem o mais rápido possível para seguirem a viagem insólita que é a busca do par perfeito.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s