Como definir o amor?

Talvez eu tenha uma visão idealista sobre o amor inspirada por sentimentos que eu sentia, quando eu via pessoas que se amavam cada vez mais “coladas” à medida que envelheciam.

 

Talvez eu tenha ficado apenas com a beleza desses casais e decidido jogar fora a dor, talvez eu tenha coletado apenas os melhores momentos e tomado à decisão de que isso é tudo que eu precisava saber. 
Talvez eu apenas tenha criado cenários e usado palavras mais doces em linhas poéticas para escrever uma linda história de amor. Talvez eu apenas tenha imaginado que o amor fosse isso e nada disso seja  real.

 

Talvez eu não tenha encontrando a pessoa porque eu não sabia o que eu estava  procurando ou talvez eu saiba exatamente o que estou procurando, mas eu simplesmente não consigo encontrá-la.

 

Mas o que se sobre o amor é  o suficiente para que eu acredite nele.

 

Eu sei que quando alguém me ama esse alguém não me deixará. Ele estará sempre segurando a minha mão mesmo se eu estiver naqueles dias. 

 

Eu sei quando alguém me ama, acho até que todos a minha volta podem sentir o mesmo.  Meus amigos, a minha família, até a Mel (minha pet) . 
Enfim o que importa é que eu sei , eu sinto. Eu não questiono o amor e quando ele vem sou capaz de  passar noites sem dormir pensando ser verdade ou não. 
Um momento! Eu lembro agora! Posso sim dizer que já amei, mas infelizmente não posso dizer com certeza que fui correspondida. O amor é uma incógnita sempre. Talvez resida aí  todo o seu encanto para o nosso desencanto. 

 

Eu sei quando alguém me ama, porque esse amor me faz uma pessoa melhor. O meu mundo fica mais feliz, eu faço coisas que jurei que nunca faria e isso muda a maneira como vejo o tudo e às vezes a maneira como me vejo. O amor não me deixa amargurada, zangada ou insegura.

 

Eu sei que quando alguém me ama esse alguém pode até me machucar sem querer, mas ele sempre se desculpa por isso. Esse alguém procura compensar essa falha e não deixa os tempos ruins persistirem, nada fica no caminho do nosso sentimento. O amor usa a dor como uma ferramenta para nos aproximar, uma ferramenta que aguça o vínculo que temos.

 

Eu sei que quando alguém me ama, esse alguém quer que eu me sinta segura. Ele não me deixa sentir sozinha com as minhas lutas. Esse alguém se faz presente mesmo estando ele fisicamente milhas de distância.

 

Às vezes as pessoas apontam para coisas que dizem ser mais importantes do que o amor, mas eu vou sempre apontar para o meu coração, a minha vida é movida a paixão.

 

Porque eu sempre acreditei em corações grandes, eu sempre acreditei em bondade, em romance, em amor, nas coisas que as pessoas realmente não entendem e até tentam mata-las antes de sentir, mas sentirão um dia, é inevitável e imprevisível.

 

Ás vezes penso que talvez eu não saiba exatamente definir o amor, porque ele se manifesta de formas diferentes, mas eu sei que esse sentimento é celestial e ele existe. 
Não é uma ilusão. E é por isso que eu nunca desisto quando as coisas não acontecem como o esperado, eu sei pelo caminho longo que percorri – que o melhor está por vir. #LilianeRibeiro
Liliane Ribeiro é jornalista, blogueira, escritora e autora do livro, “Papo Reto com Liliane Ribeiro “à venda nas melhores livrarias em todo Brasil e online.  Adquira já o seu!
Saiba mais: 
Amazon.com.br https://goo.gl/fwM6aT

Saraiva Online https://goo.gl/q9MxA9

Livraria da Folha https://goo.gl/XGfIAK

Cia dos Livros https://goo.gl/81PWE1

Submarino https://goo.gl/SJbLtQ

Livraria Cultura https://goo.gl/YzbFri

Publicado por

Papo Reto com Liliane Ribeiro

Conselheira, espírito nômade, mediadora, inovadora, despudorada e bem-humorada é assim que me auto-defino. Escrevo o que sinto e o que penso sem a preocupação de agradar ao leitor. Escrevo para seres humanos que amam e querem ser amados sejam eles homens , mulheres, heterossexuais, homossexuais, trans, ricos ou pobres. A linguagem do amor é universal ela não faz distinção de pessoas, basta estar vivo para morrer de amor. Talvez seja exatamente por isto que as pessoas se identificam com a minha linguagem. O meu objetivo é empoderar pessoas para que elas não caiam nas ciladas que a paixão nos prepara e se caírem, que se levantem o mais rápido possível para seguirem a viagem insólita que é a busca do par perfeito.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s