Você vive as suas escolhas 

Acredite ou não, a vida que estamos vivendo é o resultado direto das escolhas e decisões que  fizemos no passado. 
No entanto, isso não significa  vergonha ou culpa, trata-se de aceitarmos a responsabilidade pela nossa própria vida, por nossas escolhas em nossos relacionamentos.
 Isso significa que temos todo o poder e autoridade para fazer novas opções e decisões que mudarão as nossas experiências. 
Nós não temos que esperar de qualquer outra pessoa reconhecimento ou aprovação.  Cada momento é uma oportunidade que estamos tendo  para tomarmos novas medidas, para darmos novos passos para uma nova vida.
 Não perca tempo se sentindo mal ou culpada pelos chamados “erros” que você você cometeu. Esse plano da nossa existência é destinado a ser escola, e o que fazemos em uma escola se não aprender? 
Nossa sociedade nos condiciona à concorrência, a acertarmos sempre  e não é essa a percepção de quem está aprendendo.  Cometer erros faz parte da nossa realidade. É  claro que devemos sempre nos esforçarmos ao máximo  para alcançarmos um resultado  melhor, mas às vezes, vamos aquém do nosso objetivo. 
Contuudo dentro de cada uma dessas deficiências há  uma oportunidade de aprender de crescer e de fazer melhor na próxima vez.
 O que eu acho triste por estar intrínseco  na nossa sociedade condicionada é que muitas mulheres desistem de lutar pelos seus sonhos, porque existe muito medo de tentar e não serem bem sucedidas. E essa inércia não é  só  perda para o indivíduo, mas, é a perda para toda a sociedade.
Quantos relacionamentos poderiam ter dado certo? Quantos sonhos de amor eterno poderiam estar sendo concretizados? Sem falar que para que tenhamos vitórias são necessárias as lutas.
 A fim de mudarmos esse enquadramento social devemos estar dispostas a aceitar os desafio das “normas” , ignorarmos os opositores, e ao mesmo tempo termos certeza de que amamos a nós mesmas e temos autoestima “no grau” para sabermos a hora da chegada e da partida da vida do outro sem nos machucamos tanto.
 Apesar dos desafios e  dos obstáculos poderem temporariamente, nos encher de medos e dúvidas se não ficarmos na linha de frente da nossa vida, outros ficarão e decidirão por ela e, geralmente,  esses são os que nos maltratam a alma, sugam nossas forças e dilaceram nossos sentimentos.  
 É mais do que chegada a hora de você começar a lutar por seus sonhos e o primeiro passo é  se colocar na linha da frente da sua própria vida. #LilianeRibeiro

Publicado por

Papo Reto com Liliane Ribeiro

Conselheira, espírito nômade, mediadora, inovadora, despudorada e bem-humorada é assim que me auto-defino. Escrevo o que sinto e o que penso sem a preocupação de agradar ao leitor. Escrevo para seres humanos que amam e querem ser amados sejam eles homens , mulheres, heterossexuais, homossexuais, trans, ricos ou pobres. A linguagem do amor é universal ela não faz distinção de pessoas, basta estar vivo para morrer de amor. Talvez seja exatamente por isto que as pessoas se identificam com a minha linguagem. O meu objetivo é empoderar pessoas para que elas não caiam nas ciladas que a paixão nos prepara e se caírem, que se levantem o mais rápido possível para seguirem a viagem insólita que é a busca do par perfeito.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s