Aquele momento de fraqueza 

O momento de fraqueza
Somos todos humanos e temos sentimentos que sem sabermos ao certo a razão nos fazem parecer fracas. Mesmo sabendo que aquela pessoa não foi a melhor coisa que aconteceu na sua vida, você se vê fazendo certas coisas por causa de um sentimento que ficou para trás, mas que inexplicavelmente, do nada, vem a sua mente. 
Se o seu relacionamento termina, quando você não queria que tivesse terminado, mas a outra pessoa está decidida e você não consegue parar de procurá-la, nunca diga para ela que você sente falta dela. 
Infelizmente, quando não existe mais sentimento da outra parte, dizer o que a outra pessoa já sabe a deixa mais arrogante e faz com que você pareça desesperada.
Só você tem o poder de se fortalecer. Não é uma coisa inaceitável esconder suas fraquezas das pessoas que realmente se preocupam com você, mas você deve procurar mantê-las escondidas das pessoas que não estão e não desejam mais estar na sua vida. – Liliane Ribeiro

“Por melhor que você seja, você nunca será boa o suficiente

para um homem que nunca está pronto para assumir um compromisso.” – Liliane Ribeiro
– Liliane é blogueira e autora do Livro Papo Reto com Liliane Ribeiro da Novo Século Editora, à venda online e nas melhores livrarias de todo Brasil e do E-Book Manual de relacionamento online – A Mulher Desejada, da Amazon.
Curta a página compartilhe. 💋

#Amazon #Livros #LOVE #Instagood #instabook #leiamulheres #book #inspiracão #saladeleitura #mulheres #casal #booklove #instabooks #instalivros #frasessempre #lendo #filme #boaleitura #livroseleitura #leiamais #cheirodelivronovo #instaseries #séries #netflix #skullgeek #imagine #literaturabrasileira #literaturanacional #livrobom

Publicado por

Papo Reto com Liliane Ribeiro

Conselheira, espírito nômade, mediadora, inovadora, despudorada e bem-humorada é assim que me auto-defino. Escrevo o que sinto e o que penso sem a preocupação de agradar ao leitor. Escrevo para seres humanos que amam e querem ser amados sejam eles homens , mulheres, heterossexuais, homossexuais, trans, ricos ou pobres. A linguagem do amor é universal ela não faz distinção de pessoas, basta estar vivo para morrer de amor. Talvez seja exatamente por isto que as pessoas se identificam com a minha linguagem. O meu objetivo é empoderar pessoas para que elas não caiam nas ciladas que a paixão nos prepara e se caírem, que se levantem o mais rápido possível para seguirem a viagem insólita que é a busca do par perfeito.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s