O que está impedindo inúmeras mulheres de experimentar o prazer em pleno século XXI?

Assusto-me sempre com a quantidade de mulheres que me procura por inbox dizendo que nunca experimentou a sensação de um orgasmo,  em pleno século XXI muitas mulheres ainda fingem ou desistem de tentar.

Pergunte a si mesmo: Quando foi a última vez durante um encontro sexual que você simplesmente estava focada em chegar no momento máximo da expressão sexual? 

Esse momento incrível onde você para de se preocupar sobre se você deveria estar dando ou recebendo, ou o que deveria acontecer em seguida, ou como você está com seu corpo, ou se você vai “chegar a algum lugar”.
Eu tenho trabalhado  nos meus textos primariamente com as mulheres sobre seus relacionamentos no que tange à emoção, mas  tenho notado que falta muito ainda no quesito sexualidade e conhecimento de seus corpos.
Pelo que tenho conversado as razões pelas quais algumas mulheres se impedem de receber prazer em seus corpos e ter orgasmo são comuns. É preciso entender que qualquer mulher pode se abrir para o prazer e mudar seu relacionamento com seus corpos e sua sexualidade em qualquer idade.

Separei quatro razões pelas quais as mulheres não têm orgasmos. Essas razões são baseadas nos testemunhos que recebo diariamente e pelas pesquisas que faço e nos “papos retos” descontraídos que ouço por aí.  
1. As mulheres se preocupam com o tempo.
Pare de pensar no relógio – o sexo não é sobre quem termina primeiro. Muitas mulheres estão preocupadas com como fato de  “levar muito tempo” que  podem  estarem sendo egoístas, ou que deveriam estar “fazendo” ao invés de receber prazer.
É completamente comum pensar assim  porque leva tempo mesmo para atingir o orgasmo  e algumas  entram no modo de autocrítica e auto-julgamento. 
As mulheres às vezes demoram um pouco mais para relaxar, se abrir para receber prazer em seus corpos. A não ser que role aquela química e o Tesão  (adoro escrever tesão com letra maiúscula em qualquer lugar da frase) orgasmos podem levar tempo até que aconteçam e os melhores orgasmos tem a ver com  a acumulação. 
Deixe acontecer!  Dê permissão para ter prazer em sua vida. Você não é gananciosa por querer ter orgasmos múltiplos, ou, francamente, qualquer tipo de orgasmo. É hora de aumentar o seu teto de prazer. Esqueça o relógio. Sexo não tem limite de tempo. 

2. As mulheres têm dificuldade em receber prazer.
A maioria das mulheres é muito boa em fazer pelos outros. Eu falo com inúmeras mulheres que querem que eu lhes ensine a “dar” prazer aos seus parceiros. Quando vamos mais fundo, descubro que o maior problema é que elas não sabem como receber prazer! 
As mulheres estão condicionadas a dar. É uma idéia radical para muitas mulheres permitir prazer em seus próprios corpos e experimentar  isso completamente. Esta pode ser a coisa mais difícil para muitas mulheres fazer e, se você não pode receber completamente – pode ser quase impossível deixar que um orgasmo aconteça.
Você merece prazer e felicidade. Você pode dar a si mesmo e / ou seu parceiro pode realmente querer oferecê-lo para você. 
Às vezes, temos que literalmente “tirar” o prazer e reivindicá-lo por nós mesmos. Aproveite o tempo para parar de dar e abrir -se para o prazer de receber. Lembre-se, seu parceiro quer dar-lhe algo que unirá ainda mais vocês. Saboreie e aproveite o presente.

3. Muitas mulheres realmente não sabem como ter um orgasmo.
É difícil acreditar que uma mulher com um diploma universitário avançado pode não conhecer sua própria anatomia, mas isso é extraordinariamente comum. 
É difícil ter um orgasmo quando você não está familiarizada com suas próprias partes do corpo. 
Muitas mulheres não conhecem sua própria anatomia, e não tem ideia de que tipo de toque lhes dá prazer. 
Amiga, pense comigo: Se você não pode nomear suas peças e não tem idéia do que lhe dá prazer, como você pode pedir que o outro faça por você ? Muitas mulheres nunca experimentaram um toque maravilhoso. E seus parceiros nem se importam com isso.

Então, como você pode pedir algo que você não conhece?
A maioria das mulheres não sabe o que é muito comum,  que não alcançamos o clímax durante a relação sexual, a menos que nosso clitóris seja estimulado. Homens e mulheres não são ensinados sobre os corpos femininos.
O fato é que nosso clitóris precisa encher de sangue  e inchar como um penis faz se queremos ter orgasmos incríveis. Isso leva tempo e estimulação! 
Então, se você não  tocar todas as várias partes da sua vulva – os lábios internos e seu clitóris – você está se desligando do seu portal principal para o prazer. Pode levar tempo para aprender e experimentar com o seu próprio corpo e é uma obrigação se você quiser experimentar orgasmos e expandir o seu prazer.
É  amiga, conhecer o seu corpo e assumir a sua sexualidade exige tempo e esforço. Se você está disposta a fazer tudo por amor ao outro, por que você não está disposta a colocar o tempo e o esforço necessário para o sucesso da sua sexualidade? 

Mesmo quando existe muito amor o grande sexo nem sempre acontece. Nós temos que criar  a nossas própria vida erótica e torná -la  incrível e dar-lhes o tempo e dedicação que ela merece. 
As mulheres são ensinadas de muitas maneiras a entregarem a sua sexualidade ao outro e ele que cuide de tudo. Gente, é pedir muito muito ao outro. Nós nos tornamos passivas demais e não responsivas.
 O sexo surpreendente e arrebatador só  acontece quando a mulher está disposta a possuir que ela quer- um ótimo sexo- e assumir a responsabilidade por sua própria vida sexual. 
Faça com que a sua sexualidade e o  seu relacionamento com seu corpo se tornem uma prioridade em sua vida.
A excitação sexual,  o orgasmos e o  prazer nos conectam a nossa própria energia vital. É o combustível do foguete que nos conecta com nossa criatividade e as partes mais profundas de nós mesmos.
4. Algumas mulheres se deram “limites de prazer”.
Muitas mulheres colocam restrições sobre a quantidade de prazer que lhes é permitida  que as retém de experimentar o que é possível em seus próprios corpos.
Elas têm essa crença de que  só podem ter um orgasmo (isso é o suficiente) ou que o sexo só pode acontecer de uma maneira particular.
 Quando você faz isso, você interrompe a sua capacidade de expandir livremente sua experiência de prazer. 
Você se desliga. Talvez o seu “limite  de prazer” tenha sido ensinado a você por sua família, seus amantes do passado ou mesmo amigos que possam ter te envergonhado pela maneira como você expressou sua sexualidade. 
Deixe de lado o que você acha que o “sexo” deve ser. Pare de  comparar e contrastar a sua sexualidade com a dos  outros. Permita-se  que o sexo seja bagunçado, mais uma dança moderna do que um balé estruturado.

O orgasmo é tudo sobre a acumulação, aprender a deixar entrar e receber, e permita que esses limites de prazer desapareçam. O sexo fabuloso é atemporal. Trata-se de deixar entrar no ritmo dos corpos e respirar.
A maioria de nós nunca consegue realmente ver outra mulher (não uma atriz) com sexo e ter um orgasmo. O sexo real é muito confuso. Então, todos estamos tentando aprender como ter algo que nunca testemunhamos.
Ter orgasmos não é um esporte olímpico ou um jogo competitivo. É  deixar a sua sexualidade entrar na sua própria dança erótica onde você pode ser completamente você mesmo.
Permita -se comemorar o prazer, o milagre e a alegria que é a expressão de ser um ser feminino  empoderado e sexualmente livre. – LilianeRibeiro 
#Amazon #Livros #Instagood #instabook #instalivros #amor

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s