Não se perca por amor

  NÃO SE PERCA POR AMOR
Perder-se em um relacionamento é a gota d’água para o desastre. Quem nunca amou com tamanha intensidade esquecendo-se de si mesmo? Quem nunca se doou tanto a ponto de não receber nada e ainda assim insistir nesse amor? Quem nunca amou com tamanho fervor que quando terminou pensou que uma parte do seu corpo, de sua vida havia ficado para trás? Quem nunca amou e jurou que nunca amaria novamente? Quem nunca se perdeu por amor?
Infelizmente, perder-se “in love” pode acontecer com as personalidades mais estáveis desse mundo, com as pessoas mais frias e ponderadas do universo, com as mais experientes com QI acima da média. Você começa um relacionamento promissor, se apaixona, fica feliz por algum tempo e, em seguida, as coisas mudam, o outro muda, você muda – o relacionamento acaba.
Queremos que o nosso relacionamento prospere e a maioria de nós tende a pensar que uma maneira de conseguir isso é negligenciar nossas próprias necessidades e agradar o outro, em detrimento de nós mesmos.
É errado isso? Será que temos que nos colocar em primeiro lugar em um relacionamento? Será esse o único caso onde o egoísmo é visto como qualidade sendo bem-vindo?
Não necessariamente. Um relacionamento gira em torno do dar mais do que você espera de volta. Mas nunca às custas de nossas necessidades pessoais mais importantes.
Quando negligenciamos nossas necessidades, perdemos o contato com o nosso verdadeiro eu. O resultado é carência, insegurança e infelicidade. Tornamo-nos escravos de nossos sentimentos.
Além disso, se um relacionamento de doação unilateral falha – e isso é muito provável que aconteça – perdemos tudo.

Como podemos ter nossas próprias necessidades preenchidas em primeiro lugar?
Primeiramente, temos que ter uma boa ideia de quem somos como pessoa. Temos que nos conhecer primeiro. E amarmos a nós mesmos incondicionalmente. Sem autoestima e amor próprio como sempre digo e repito, não podemos ser amadas (os).
Com base neste conhecimento, em sua personalidade, você pode começar a fazer uma lista com suas necessidades fundamentais. Depois disso, você pode começar a expressar essas necessidades para o outro de uma forma clara, concisa e articulada. Isso também inclui aprender ativamente como articular seus próprios pensamentos e sentimentos para o seu parceiro.
Isso pode trazer alguns problemas se o seu parceiro é um “controlador”, alguém que goste de criticar, para te moldar segundo a sua própria ideia de um parceiro “perfeito”. Confronte-o:

_ Eu era perfeita (o) quando você me encontrou. Lembra? O que mudou?
É importante entender que o confronto não precisa ser uma coisa negativa. Pelo contrário, se for bem tratado, um confronto saudável pode realmente levar a uma melhor comunicação, mais honesta.

Para aceitar o outro como ele é importante que o aceitemos com todas as falhas e deficiências. E para continuarmos juntos é preciso adaptação de ambos.  
Tente  achar a combinação equilibrada, cuidar de suas necessidades pessoais e das necessidades de investimento que ambos devem fazer para que o relacionamento dê certo, na mesma medida. Esta é a melhor maneira de não se PERDER a caminho do ENCONTRO.
Curtindo e compartilhando a página você é avisado sempre que um novo texto é publicado. ; )
#Curta #comente #Compartilhe #Paporeto #lilianepaporeto #sofrenciamaxima #hojetemmais


Publicado por

Papo Reto com Liliane Ribeiro

Conselheira, espírito nômade, mediadora, inovadora, despudorada e bem-humorada é assim que me auto-defino. Escrevo o que sinto e o que penso sem a preocupação de agradar ao leitor. Escrevo para seres humanos que amam e querem ser amados sejam eles homens , mulheres, heterossexuais, homossexuais, trans, ricos ou pobres. A linguagem do amor é universal ela não faz distinção de pessoas, basta estar vivo para morrer de amor. Talvez seja exatamente por isto que as pessoas se identificam com a minha linguagem. O meu objetivo é empoderar pessoas para que elas não caiam nas ciladas que a paixão nos prepara e se caírem, que se levantem o mais rápido possível para seguirem a viagem insólita que é a busca do par perfeito.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s