Pare de tentar reescrever o passado no presente.

 

“A essência do verdadeiro perdão é a desistência de toda esperança de ter um passado melhor.” (Gerald Jampolsky)

Você nunca poderá mudar o passado. Mas você pode mudar o significado que você dá a ele.

Talvez você tenha traído, manipulado, enganado, negado e voluntariamente quebrado votos feitos entre vocês dois. Mas deixe-me perguntar uma coisa: _ O que isso realmente tem a ver com o que você é hoje?

Quem você é hoje depende da história que você tem contado a si mesmo.

Se você continua trazendo seu passado para o presente é porque você ainda tem algumas lições a aprender. Isso pode significar que, no fundo você quer ser curada. Pode sinalizar um conflito interno. Pode dizer muitas coisas mais… Mas o que não sinaliza nem de longe é que você seja uma pessoa ruim ou que mereça ser punida eternamente ou sofrer como resultado de suas ações passadas.

O fato é que nossos erros não exigem punição; eles pedem correção. Punir-se não muda seu comportamento – apenas a autoconsciência pode fazer isso.

Escolha aceitar (e não rejeitar) você mesmo.

A escolha de se perdoar é a escolha de se amar. Não podemos evitar a escolha. A abdicação de escolha é a pior escolha que podemos fazer.

Admita quando cometer erros que todas nós somos criadoras de erros, donde se conclui que você é gloriosamente humana.

Mas lembre-se de fazer o seu melhor, utilize o nível de compreensão que você tem hoje nas suas próximas ações.

Solte o pensamento do “futuro passado”. Fique no PRESENTE. Fique no AGORA.

Confronte seus conflitos emocionais.

Não jogue fora as lições aprendidas. Seus erros contribuíram para o seu crescimento e ajudaram a tornar você quem você é.

Uma das melhores maneiras de aprender a se perdoar é perdoar continuamente os outros. Diga “Eu perdoo ______________ para_____________, e deixe-os ir em paz.” (Basta preencher os espaços em branco.)

Liliane Ribeiro
Jornalista e Escritora

Autora dos livros
“Papo Reto com Liliane Ribeiro
http://a.co/eK8ihfO

“A Mulher Desejada” À venda na Amazon.com.br/dp/B071R1LQKS

Publicado por

Papo Reto com Liliane Ribeiro

Conselheira, espírito nômade, mediadora, inovadora, despudorada e bem-humorada é assim que me auto-defino. Escrevo o que sinto e o que penso sem a preocupação de agradar ao leitor. Escrevo para seres humanos que amam e querem ser amados sejam eles homens , mulheres, heterossexuais, homossexuais, trans, ricos ou pobres. A linguagem do amor é universal ela não faz distinção de pessoas, basta estar vivo para morrer de amor. Talvez seja exatamente por isto que as pessoas se identificam com a minha linguagem. O meu objetivo é empoderar pessoas para que elas não caiam nas ciladas que a paixão nos prepara e se caírem, que se levantem o mais rápido possível para seguirem a viagem insólita que é a busca do par perfeito.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s