MUITO ORGULHO DE SER QUEM SOU

Para as minhas amigas mulheres que escolhem ser feliz: Eu sou vocês.

Ser uma mulher é negação. Negação de sua feminilidade, porque ser o que os outros desejam é considerado mais importante do que ser uma mulher feliz.

Negação de sua sexualidade porque ser casta, “pura” e heterossexual é considerado mais importante, do que ser sexualmente livre e ter caráter.

Negação de qualquer coisa que faça o olhar masculino desaparecer, embora esses homens entrem na Internet diariamente e declarem ao mundo o quão pouco eles respeitam qualquer mulher seja ela hétero, bi, assexuada, rica ou pobre, esteja ela vestida da cabeça aos pés ou como ela desejar.

Não se enganem. Não há intermediárias porque somos complexas e somos apenas objeto.

Mas há um grupo de mulheres que vive orgulhosamente não afetadas pelo veneno patriarcal que permeabiliza a nossa cultura.

Essas mulheres são consideradas marginais, rebeldes, insubordinadas, amotinadas porque se recusam a serem domadas. Muitas vezes pagando um alto custo psicológico por essa liberdade, essas mulheres não se arrependem e estão cansadas de viver nas sombras de uma sociedade dominante castradora da felicidade e do livre arbítrio.

Essas mulheres selvagens estão saindo rugindo e assustando quem abraçou a infelicidade e não têm coragem de ser quem é ou brigar por quem gostaria de ser.

Mulheres respeitáveis de verdade são as mulheres que o seu preconceito chama de “reputação duvidosa” e suas histórias precisam ser contadas.

Foi preciso muita dor para essas mulheres chegarem ao ponto de não dar a mínima para as pessoas que se julgam “respeitáveis” e suas opiniões. Foi e sempre será necessário lutar por suas vozes em uma cultura em que as mulheres livres e felizes são continuamente mortas e silenciadas.

Elas literalmente encararam o fogo do inferno e conseguem sobreviver, lidando com questões de abuso e espancamento sexual de crianças, negligência, pobreza, preconceito por serem quem são e serem felizes. Por terem se destacado depois de jogadas dentro de um sistema educacional pobre e nas mãos de homens e mulheres que fizeram de tudo ao seu alcance para destruí-las espiritualmente.

Como eu sei tudo isso? Porque essas mulheres são eu e eu sou elas. Já fui chamada de louca, piranha, endemoniada, herege, libertina e revoltada por muitos que não conseguem enxergar a minha felicidade. Porque a minha vida as faz questionar sobre à vida delas e põe em cheque às suas verdades.

Sou uma filha de Deus vivendo a minha existência neste planeta à sua imagem e semelhança criada por Ele exatamente como sou.

Estou aqui!

Para contar minha história e incentivar outras mulheres a encontrarem sua voz. E eu não estou sozinha. Somos muitas mulheres que jogaram fora suas correntes e hoje são livres e felizes.

Para aquelas irmãs que ainda vivem nas sombras, não há problema em sair e brilhar. As cadeias que estão escravizando vocês não são reais; são apenas uma construção social.

Encontre a sua alegria seja em um trabalho, em uma carreira, na construção ou reconstrução de um relacionamento sejam héteros ou não, vivam suas vidas. Somente viva sem medo de julgamentos. Mas por favor, se vocês optarem por viver e ser feliz, que seja por amor. Liliane Ribeiro 💕

Publicado por Papo Reto com Liliane Ribeiro

Conselheira, espírito nômade, mediadora, inovadora, despudorada e bem-humorada é assim que me auto-defino. Escrevo para seres humanos que amam e querem ser amados. A linguagem do amor é universal ela não faz distinção de pessoas, basta estar vivo para morrer de amor. O meu objetivo é empoderar pessoas para que elas não caiam nas ciladas que a paixão nos prepara e se caírem, que se levantem o mais rápido possível para seguirem a viagem insólita que é a busca pelo par perfeito.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: