Eu nunca vou me contentar com alguém que

Eu nunca vou me contentar com alguém que possa destruir uma mulher e ainda assim chamá-la de amor; alguém capaz de justificar seu abuso desempenhando o papel de vítima, mas faz a mulher acreditar que ela realmente mereça tal abuso.

Eu nunca serei controlada por outra pessoa ; eu sou a guardiã da minha própria vida, das minhas próprias escolhas e dos meus próprios relacionamentos e tenho o direito de viver a minha vida com liberdade e não ser aprisionada pelo poder de outra pessoa sobre mim.

Eu não preciso comprometer quem eu sou e tudo o que acredito para ser amada; Eu não preciso dobrar meus joelhos com base na aprovação de outra pessoa, nem nunca pedir desculpas por quem eu sou para aqueles que escolhem não me aceitarem da forma como sou.

Eu não preciso de outra pessoa para me completar; prefiro ficar sozinha do que estar com alguém que não me ame com respeito, gentileza, consideração, cumplicidade e aceitação.

Aprendi a nunca olhar para trás; por todas as desculpas que me foram dadas, por todas as promessas mentirosas, pois todas as vezes que eu dei a segunda chance acabei sendo mais destruída por quem me pediu mais uma oportunidade. Aprendi que as pessoas nunca mudam. Aprendi que mereço mais do que eles. Aprendi o que é o amor.O tipo de amor que algumas pessoas nunca poderão dar.O tipo de amor que eu valho.O tipo de amor que eu só aceito, desde que possam me amar do jeito que eu finalmente aprendi a me amar.

Publicado por

Papo Reto com Liliane Ribeiro

Conselheira, espírito nômade, mediadora, inovadora, despudorada e bem-humorada é assim que me auto-defino. Escrevo o que sinto e o que penso sem a preocupação de agradar ao leitor. Escrevo para seres humanos que amam e querem ser amados sejam eles homens , mulheres, heterossexuais, homossexuais, trans, ricos ou pobres. A linguagem do amor é universal ela não faz distinção de pessoas, basta estar vivo para morrer de amor. Talvez seja exatamente por isto que as pessoas se identificam com a minha linguagem. O meu objetivo é empoderar pessoas para que elas não caiam nas ciladas que a paixão nos prepara e se caírem, que se levantem o mais rápido possível para seguirem a viagem insólita que é a busca do par perfeito.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s