7 Passos para curar um coração partido

1) Entenda o que está acontecendo em um cérebro com o coração partido.

Estudos cerebrais mostraram que o desgosto é como a retirada das drogas. Você se torna obcecada: obcecada com a pessoa que você ama ou obcecada em descobrir o que deu errado. Quando você fica obcecada, você reproduz memórias repetidas vezes em sua cabeça, olha a rede social, fotos etc.  É isso que torna tão difícil parar de fazer essas coisas, mesmo quando você quer.

Antropóloga biológica, Helen Fisher fez um estudo sobre o coração partido, onde observou o cérebro das pessoas em uma ressonância magnética funcional (fMRI).

“Colocamos pessoas na máquina e os resultados realmente me surpreenderam”, diz ela. “Descobrimos que, quando olhavam para uma foto da pessoa que amavam, o hipotálamo estava bombeando dopamina”

Na base do seu cérebro, a área responsável por seus instintos e impulsos, como fome, sede e luxúria, é o hipotálamo – e é essa dopamina que nos faz sentir grudentos quando nos apaixonamos. Isso nos dá sentimentos de exaltação, mudanças de humor, desejos e pensamentos obsessivos. Tudo parece incrível e especial! Mas quando terminamos … caímos na retirada da dopamina.

2) Corte a mídia social,  bloqueie, desfaça amizade no Facebook, mesmo que seja por pouco tempo. Um mês sem contato. Não é uma coisa fácil de fazer. Essa é uma maneira realmente poderosa de superar alguém mais rapidamente.

3) Faça uma lista das imperfeições da outra pessoa.  Vá anotando todas as maneiras pelas quais o/a ex era a pessoa errada para você.

Não se trata de criar ódio, mas é reconhecer que ninguém é perfeito traz um pouco de equilíbrio.  Idealizar um ex é uma reação comum após uma separação.

4) Tenha uma sensação de fechamento Podemos desperdiçar muita energia repetindo a pergunta “o que deu errado?”, Mas isso nos mantém em nosso coração partido. Precisamos aceitar a razão pela qual o ex deu ou inventou uma para terminar a relação.

5) Preencha os espaços vazios. Todos eles. Seguir em frente envolve encontrar maneiras de substituir as lacunas que o ex deixou. Sair com amigos ou conhecer novas pessoas, iniciar um novo hobby, se exercitar, se divertir. Afaste-se da tecnologia. Nesse momento você precisa de conexões reais no mundo real.

6) Não tente ser amiga. Não é fácil esquecer  ex se você ainda está tentando ser amiga. Talvez precisem se estiverem  nos mesmos círculos sociais, mas isso geralmente arrasta mais o coração partido. Portanto, se possível, UM mês sem contato.

7) Distraia seu cérebro. Agora que você entende o que está acontecendo em seu cérebro apaixonado, você pode controlá-lo um pouco. Quando se sentir obcecada ou relembrar  antigas memórias de ex, redirecione o foco.

Quando redirecionamos o foco o hipotálamo se acalma e para de bombear a dopamina que nos fazia sentir apaixonadas.

Desgosto não é uma coisa fácil para lidar. Podemos estar secretamente felizes por estarmos solteiras de novo, contudo, para algumas de nós- pode levar mais tempo para superar.

Pode parecer ruim agora, mas pode ser uma lição de vida positiva. Podemos aprender novas habilidades, ser resilientes e descobrir que somos capazes de lidar com emoções difíceis.

Com o tempo o apego acaba se reduzindo. O tempo cura o cérebro.

Até a próxima vez,

 #livros #literatura #lendo #leitura #livro #book #books #leio #amoler #amolivros #biblioteca #instalivros #amoleitura #livrosqueamo #lectoras #trechosdelivros #frasesdelivros #frases #trechos #lectores #livrosnovos #bookstagram #bookaholic #leia #livraria #lector #bookstore #lecturas #amoleer

 #livros #literatura #lendo #leitura #livro #book #books #leio #amoler #amolivros #biblioteca #instalivros #amoleitura #livrosqueamo #lectoras #trechosdelivros #frasesdelivros #frases #trechos #lectores #livrosnovos #bookstagram #bookaholic #leia #livraria #lector #bookstore #lecturas #amoleer

Visite a Lojinha Papo reto essa semana tem promoções incríveis!

Publicado por Papo Reto com Liliane Ribeiro

Liliane Ribeiro, autora incrível, com uma abordagem inspiradora e engraçada do universo feminino. Com 3 livros publicados no Brasil e Portugal. Seu primeiro livro faz parte do acervo da Biblioteca Nacional de Portugal.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: